Províncias

Cidadãos são alfabetizados

Um total de 15.700 adultos estão a frequentar, este ano lectivo, as aulas de alfabetização nos módulos I, II e III na província do Cuando Cubango, informou ontem, na cidade do Menongue, o director provincial da Educação.

Miguel Canhime disse que as aulas ministradas estão inseridas nos programas “Sim eu Posso” e “Gosto de ler e Escrever” e lembrou que desde a década de 1990 até ao ano lectivo 2014 foram alfabetizadas no Cuando Cubango 70 mil pessoas.
O Governo Provincial do Cuando Cubango, sublinhou, está a trabalhar na dinamização do processo de alfabetização na província para que mais pessoas possam beneficiar desse programa e terem um rápido aprendizado da escrita e da leitura.     
O director provincial da Educação reconheceu que o sector  é o que mais se desenvolveu na região, sobretudo a nível das  infra-estruturas, ao longo dos 40 anos de Independência Nacional.
Miguel Canhime  esclareceu que antes da Independência  havia  15 escolas na província do Cuando Cubango, mas actualmente existem 272, com um total de 1.375 salas de aulas.
Essas escolas, ressaltou, albergam, no presente ano lectivo, cerca de 200 mil alunos, dos quais 16 mil são crianças.
“No tempo colonial, no Cuando Cubango não existiam professores licenciados, mestres nem doutorados, mas com a Independência Nacional e a paz a província passou a contar com professores formados”, realçou.
O director provincia da Educação,Miguel Canhime,  destacou ainda a criação da Universidade Cuito Cuanavale, no Cuando Cubango, como uma das principais conquistas alcançadas pela província.
O Cuando Cubango possui oito institutos de ensino médio e um instituto superior politécnico. A província conta com cerca de quatro mil professores.

Tempo

Multimédia