Províncias

Cidade de Caxito preparada para a campanha de doação

Alfredo Ferreira | Caxito

A população de Caxito, na província do Bengo, tem demonstrado, nos últimos tempos, cada vez mais sensibilizada com a questão da necessidade da doação de sangue, disse quarta-feira o director do Hospital Provincial.

Centenas de pessoas doaram sangue
Fotografia: Paulo Mulaza | Edições Novembro

Carlos Mayer manifestou-se satisfeito com a adesão que a população tem das campanhas de apelo para a doação de sangue, dai considerar positiva as acções de mobilização promovidas pelo Hospital Provincial do Bengo.
Embora Carlos Mayer manifestasse agrado com os níveis de solidariedade da população para com os pacientes do hospital com necessidades de transfusão de sangue, pediu que mais sensibilidades se juntem aos esforços para que mais ninguém morra, por falta deste bem.
O director do Hospital Provincial avançou que existe um grupo de mais de 200 elementos que se disponibilizaram integralmente para doar sangue sempre que a unidade necessite.
Carlos Mayer salientou que o hospital tem em "stock"  cinco unidades de sangue com 500 mililitros cada.
Para conseguir manter o “stock”, Carlos Mayer disse que a unidade sanitária conta com os préstimos de instituições religiosas, da JMPLA, OMA e da Organização da Mulher Polícia (AMPA), que têm dado o seu contributo para acudir os pacientes com necessidades de sangue. A Cruz Vermelha de Angola é outra organização parceira do hospital, que acode às necessidades da instituição, principalmente no que tem a ver com meios técnicos e logísticos.
A nível do Hospital Provincial do Bengo, Carlos Mayer avançou que a patologia que mais exige   transfusões de sangue é a malária, numa altura em que a instituição atende 25 pacientes por dia.
No ano de 2004, a Organização Mundial de Saúde (OMS) instituiu o 14 de Junho como o Dia Mundial do Doador de Sangue, com o objectivo de homenagear e  agradecer a todos os doadores que ajudam a salvar  vidas todos os dias.

Tempo

Multimédia