Províncias

Colégio afecto à Igreja Católica é reabilitado

Arão Martins | Lubango

As obras de reconstrução e reabilitação do complexo do Colégio Paula Frassinetti do Lubango, afecto à Igreja Católica, que inclui uma capela, 23 salas de aula e outras infra-estruturas, estão concluídas e a inauguração terá lugar no final do mês em curso.

Colégio Paula Frassinetti foi restaurado e ampliado
Fotografia: Arimateia Baptista | Edições Novembro | Lubango

Fundado em 1937, pelas irmãs Doroteias, o Colégio Paula Frassinetti já formou, e teve sob sua tutela, centenas de mulheres.
Por várias razões, a igreja desligou-se do Colégio em 1975, passando então a infra-estrutura a funcionar como Instituto Médio Normal de Educação da Huíla Comandante Liberdade. Desde então, foi-se assistindo a uma lenta degradação do edifício, que acabou por ficar em ruínas em 2017, devido a um incêndio de grandes proporções.
As obras custaram aos cofres do Estado oito milhões e 500 mil dólares.Segundo o empreiteiro, os trabalhos, apesar de terem sido profundos, obedeceram ao desenho original e estiveram consubstanciados na melhoria do refeitório, instalações sanitárias e em áreas de apoio.
Miguel Barbosa informou que foi criada uma nova entrada principal com o sistema de controlo de pessoas e automóveis.
Foram também reabilitados os quartos, sala de estar, garagem e o pátio.
“Foi construído um novo parque de estacionamento com capacidade de albergar 82 viaturas ligeiras. Construiu-se igualmente uma nova praça e um anfiteatro exteriores, e residências para as irmãs”, disse o empreiteiro.
O complexo tem três edifícios, designadamente o central com 23 salas de aula, que vai funcionar como uma escola secundária, um infantário e uma área residencial para a congregação.

 

Tempo

Multimédia