Províncias

Combate à pobreza apoia famílias em zonas de risco

Alfredo Ferreira| Dande

O orçamento deste ano do Programa de Combate à Fome e à Pobreza, no município do Dande, província do Bengo, está direccionado aos habitantes locais que não têm recursos para começar um negócio e para os que vivem em zonas consideradas de risco, disse, ontem, em conferência de imprensa, em Caxito, o administrador municipal adjunto para a área Técnica e Infra-Estrutura Abeque José.

Fotografia: DR

Sem referir o montante a que o município tem direito este ano, o responsável informou que, em 2019 foi atribuído ao Dande 300 milhões de kwanzas que foram aplicados na construção e reabilitação de duas escolas, um posto médico e a recuperação de pequenos sistemas de furos de água.

Novas obras em 2020

Abeque José anunciou que o município programou realizar várias obras de construção e reabilitar infra-estruturas sociais, à luz do Programa Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), avaliadas em cerca de mil milhão e 500 mil kwanzas.
“Vamos reabilitar os centros médicos das localida-des de Panguila, Úcua, e fazer obras de restauração em in-fra-estruturas escolares nas comunas de Quirindo, Balasende,Terra Nova e Cawan-go”, sublinhou o administrador adjunto.
Com 278 mil e 82 habitantes, o município do Dande possui uma extensão territorial de sete mil e 384 quilómetros quadrado, e está divido em cinco comunas, nomeadamente Mabubas, Barra do Dande, Quicabo e Úcua.

 

Tempo

Multimédia