Províncias

Combustível vendido ilegalmente em casas

Habitantes do bairro Mulemba, distrito urbano 11 de Novembro, município do Cazenga, província de Luanda, denunciaram a existência de casas que comercializam ilegalmente grandes quantidades de combustível, descarregadas por camiões-cisternas.

Fotografia: DR

Os denunciantes, contactados na quinta-feira pela Angop, disseram ainda que as moradias têm sido esconderijos para o transbordo, durante a madrugada, de combustível, que é depois transportado para outros pontos do país.
Mário Gomes, morador da zona, informou que a venda e o armazenamento ilegal de combustível em moradias é uma prática antiga. Segundo outro morador, Francisco David, essa prática pode um dia estar na origem de um incêndio de grandes proporções.
David Jorge, outro morador, reprovou a venda de combustível em moradias, por ser uma \"agressão ao meio ambiente\". Sobre o assunto, o administrador do distrito urbano 11 de Novembro, Célcio de Carvalho, disse ter conhecimento da situação e adiantou que já foram identificadas algumas moradias que armazenam e vendem combustível.
\"As casas estão identificadas\", declarou o responsável, que adiantou estar o Serviço de Investigação Criminal (SIC) a trabalhar para encerrar esses locais e os seus proprietários serem responsabilizados criminalmente.
O município do Cazenga é um dos nove municípios da província de Luanda e tem seis distritos urbanos, que são Tala Hadi, Hoji ya Henda, Cazenga, 11 de Novembro, Kima Kieza e Calawenda.

Tempo

Multimédia