Províncias

Começaram concursos públicos nos sectores de Educação e Saúde

As inscrições para o concurso público de ingresso nos sectores da Educação e da Saúde da província do Huambo decorrem desde ontem e terminam no próximo dia 15, revela uma nota de imprensa do governo local.

As inscrições para o concurso público de ingresso nos sectores da Educação e da Saúde da província do Huambo decorrem desde ontem e terminam no próximo dia 15, revela uma nota de imprensa do governo local.
 De acordo com o documento, o sector da Educação dispõe de quatro mil vagas para professores do ensino primário, 1.700 para o 1º ciclo e 600 para o 2º ciclo.
No sector da Saúde, as vagas distribuem-se por carreiras e categorias, sendo que para a carreira médica há vinte lugares para interno geral, oito para médico assistente, três para assistente de saúde pública e igual número para clínica geral.
Em enfermagem existem cinco vagas para enfermeiro especialista, três para enfermeiro superior, duas para graduado e enfermeiro chefe, quatro para professor assistente, três para monitor, 70 para enfermeiro geral e 48 para auxiliar, todos eles do 1º escalão.
 Para a carreira de técnico superior de diagnóstico e terapêutica as vagas abertas são para farmacêutico, electromedicina, imagiologia, oftalmologia, estomatologia, anatomia patológica, ortoprotese, análise clínica e dietista, uma para cada especialidade, para além das três vagas para fisiatra e seis para fisioterapia.
 O governo anuncia igualmente que para a carreira de técnicos de diagnóstico e terapêutica de 2ª classe existem duas vagas para farmácia, três para fisioterapia, duas para estomatologia, outras tantas para estatística hospitalar, cinco para auxiliar técnico diagnóstico e terapêutico de 3ª classe.
 Para a carreira de apoio hospitalar existem três vagas para vigilante de 3ª classe, maqueiros, catalogadora de 3ª classe e copeiro, e duas vagas para barbeiro, cozinheiro de 3ª classe, cortador, operadores de lavandaria, roupeiro, costureira, fiel de armazém e porteiro.
 Ainda no sector da saúde, o governo necessita de um assistente social, um engenheiro de manutenção hospitalar, um jurista, um economista, um administrador hospitalar, um técnico de psicologia clínica, dois de 3ª classe e médios de 3ª classe, igual número de escriturários dactilógrafos, tesoureiros de 2ª classe e telefonistas de 2ª classe, três motoristas de pesado e de condutores de viaturas ligeiras.
 De acordo com o documento, o governador do Huambo, Faustino Muteka, que exarou o despacho de abertura das inscrições para o concurso, já nomeou também o júri para ambas as provas. O concurso público realiza-se com base num despacho conjunto dos ministros da Administração Pública, Emprego e Segurança Social, das Finanças e da Administração do Território.

Tempo

Multimédia