Províncias

Comuna do Tsotso carece de médicos e de enfermeiros

Valter Gomes | Tsotso

O centro de saúde da comuna do Tsotso, município da Damba,  necessita de mais cinco enfermeiros e dois médicos  para assegurarem as áreas da maternidade e do Programa Alargado de Vacinação, disse ontem, ao Jornal de Angola, o responsável da unidade sanitária.

Ventura Massuca avançou que o centro, com capacidade para internar 12 pacientes, é assegurado por 11 técnicos, distribuídos pelas áreas de consultas externas, consultas pré-natal e pediatria, enquanto as áreas da maternidade e do Programa Alargado de Vacinação funcionam “aos soluços”, por falta de técnicos especializados.
De Janeiro a Fevereiro do ano em curso o centro assistiu, com êxito, 56 partos e mais de 500 doentes com diversas patologias, disse Ventura Massuca.
O centro de saúde da comuna do Tsotso atende diariamente entre 50 a 60 pacientes, com diversas patologias, com realce para o paludismo, doenças diarreicas e respiratórias agudas, disse Ventura Massuca, que apontou as localidades que fazem fronteira com a comuna do Cuilo Pombo, município de Sanza Pombo, como as áreas mais endémicas.

Tempo

Multimédia