Províncias

Covid-19: Cunene quer maior envolvimento das mulheres

A directora provincial da Acção Social, Família e Igualdade de Género no Cunene, Elizeth Mwamelungi, pediu ontem, no município de Ombadja, maior envolvimento das mulheres nas acções de sensibilização sobre as medidas de prevenção da Covid-19 nas comunidades rurais.

Fotografia: DR

Ao falar durante o acto provincial alusivo ao 15 de Outubro, Dia Internacional da Mulher Rural, Elizeth Mw-amelungi disse ser necessário que as mulheres divulguem a mensagem sobre as medidas contra propagação do vírus. O combate à pandemia, afirmou, requer esforços conjuntos para o cumprimento das medidas de biossegurança, como o uso da máscara facial, lavagem das mãos com água e sabão ou desinfestá-las com álcool em gel e observância do distanciamento físico.
A directora destacou ainda o contributo da mulher rural nos domínios da produção agrícola e do comércio rural, elevando o desenvolvimento económico e social da província.

Encorajou as mulheres a continuarem empenhadas no trabalho produtivo de alimentos para o consumo familiar e venda nos mercados, reduzindo a fome e a pobreza e, consequentemente, fomentar a sustentabilidade familiar.
Elizeth Mwamelungi sublinhou que o Governo está atento às preocupações que afectam esta franja da sociedade, razão pela qual continuará a traçar acções que visam o empoderamento da mulher e a sua protecção como um dos grupos vulneráveis.
A província do Cunene contabiliza 21 casos positivos de Covid-19, com três recuperados e 18 activos assintomáticos. Cunene conta actualmente com sete centros de quarentena institucional.

Tempo

Multimédia