Províncias

Covid-19: População da Lunda-Sul exortada a cumprir as medidas de biossegurança

A população das aldeias de Cambinda, Capengue e Muazanza, comuna do Chiluage, município do Muconda, na Lunda-Sul, foi exortada a cumprir com rigor as medidas de biossegurança contra a Covid-19.

Fotografia: DR

A Lunda-Sul tem, até ao momento, o registo de um caso de Covid-19. Segundo a Angop, a província conta com 327 camas para atender os casos do novo coronavírus.

A administradora do Muconda, Maria Segunda, que visitou a zona, cujas localidades fazem fronteira com a República Democrática do Congo (RDC), para aferir as condições disponíveis nas comunidades e entre os efectivos da Polícia de Guarda Fronteira, entregou meios de biossegurança e produtos da cesta básica.
A responsável apelou a população a reforçar a vigilância e a não facilitar ou encobrir os cidadãos que furam cercas sanitárias e ou desconhecidos que a todo o custo tentam entrar no país através da fronteira.

Maria Segunda afirmou que as medidas de prevenção contra a Covid-19 são simples e se forem bem seguidas ninguém vai contrair a doença, com destaque para a lavagem das mãos com água e sabão constantemente, usar a máscara e o cumprimento do distanciamento físico.
Já em Saurimo, o primeiro secretário provincial do MPLA, Daniel Neto, distribuiu mais de 15 mil máscaras nos bairros N'zagi e Camdembe. Na ocasião, apelou aos munícipes a obedecerem as orientações das autoridades sanitárias. A fronteira do Chiluange com a República Democrática do Congo é de 285 quilómetros.

Tempo

Multimédia