Províncias

Crianças devem ser tidas nos projectos urbanísticos

MARCELO MANUEL | Ndalatando

A necessidade da adopção de projectos urbanísticos que dediquem uma atenção especial à criança, mediante a criação de espaços de lazer, desporto e recreação, foi advogada na segunda feira, em Ndalatando, pelo director local do Ordenamento do Território, Urbanismo e Habitação, Erlindo Lidador.

Espaços de lazer para crianças são necessários
Fotografia: Jornal de Angola


 
A necessidade da adopção de projectos urbanísticos que dediquem uma atenção especial à criança, mediante a criação de espaços de lazer, desporto e recreação, foi advogada na segunda feira, em Ndalatando, pelo director local do Ordenamento do Território, Urbanismo e Habitação, Erlindo Lidador.
De acordo com o responsável, é importante que, durante a implementação de projectos de construção civil, se tenham em conta aspectos de índole social, psicológica e de integração social, sobretudo naqueles em que as acções estão direccionadas para a criança. Erlindo Lidador é da opinião que as escolas devem ser erguidas incluindo áreas de lazer, recreação e pátios condignos. A disponibilização destes elementos nos estabelecimentos escolares e outras instituições ajudam a incentivar a prática da cultura desportiva entre as crianças.
O director provincial sublinhou a necessidade da adopção de estudos técnicos antecipados, relativamente à adjudicação de projectos de construção dos imóveis de índole pedagógica, para facilitar a análise urbana da zona a operar. “Isso ajuda à criação de projectos urbanos subsequentes face à integração das estruturas já existentes, sem a promulgação ou recurso a demolições”, disse.
Erlindo Lidador frisou que a projecção de escolas sem áreas de diversão, desporto e recreação contribuem para o surgimento de lacunas na formação da personalidade do aluno, sobretudo da criança.
“A educação física é extremamente importante na formação da personalidade para a sanidade mental do estudante, daí a necessidade de uma atenção especial na concepção de projectos de construção de infra-estruturas de ensino”, disse.
Revelou que o sector que dirige está a efectuar, junto das administrações municipais, acompanhamento técnico para a observância escrupulosa das normas urbanísticas na concepção de projectos e selecção cuidada dos espaços destinados à construção de áreas sociais, como escolas, centros de saúde, entre outros.

Tempo

Multimédia