Províncias

Cunene tem projectos para combater a seca

O Ministério da Energia e Águas, através do Instituto Nacional dos Recursos Hídricos (INRH), está a trabalhar na elaboração de três projectos, com destaque para dois de barragens, com vista a combater a seca que afecta a Região Sul do país, sobretudo a província do Cunene.

Falta de água em comunidades da província do Cunene causa vários transtornos à população
Fotografia: DR

Os projectos de combate à seca poderão estender-se também às províncias do Namibe e do Cuanza-Sul (localidade de Porto Amboim), mas a prioridade recai para o Cunene, região onde a situação é mais crítica, segundo o director-geral do INRH, Manuel Quintino, entrevistado quarta-feira, pela Angop, a propósito do Dia Mundial da Água, que hoje se assinala.

Os projectos no Cunene, acrescentou, vão contemplar a construção de duas barragens hidroagrícolas, sendo a primeira na zona do Ndue e a segunda na localidade de Calucue, para reservar água para a população, o gado e a agricultura. Segundo Manuel Quintino, os estudos de viabilidade técnica ambiental dos projectos começaram em meados de 2015 e terminaram em Dezembro de 2018. Dada a envergadura dos empreendimentos a construir, o pe-ríodo mínimo de execução será de 40 meses para a sua conclusão, acrescentou.

Notícia em desenvolvimento...

Tempo

Multimédia