Províncias

Acidentes rodoviários abordados no Cunene

Elautério Silipuleni | Ondjiva

Automobilistas e motociclistas da cidade de Ondjiva, na província do Cunene, foram sensibilizados, no final de semana, sobre as principais causas e consequências dos acidentes de viação.

A campanha de sensibilização contemplou a distribuição de folhetos com conteúdos informativos e ilustrativos.
Promovida pela Brigada Juvenil de Prevenção Rodoviária da JMPLA, a campanha mobilizou 150 jovens filiados na organização, que sensibilizaram os automobilistas sobre questões relacionadas com a circulação dos peões, locais apropriados para estacionarem as viaturas, obrigatoriedade do uso do cinto de segurança pelos automobilistas e do capacete de protecção pelos motociclistas.
Os jovens da JMPLA actuaram em várias paragens de carregamento e descarrega de passageiros e nos pontos de maior tráfego rodoviário da cidade de Ondjiva.
Recorda-se que os jovens já realizaram operações stop junto aos mercados do Oshomukwiyo, da Alemanha, rotunda da Oluvanda e nos troços Xangongo/Ondjiva e Ondjiva/Santa Clara, utilizando cartazes, panfletos e outros meios que divulgam as consequências da sinistralidade rodoviária.
O primeiro secretário da JMPLA no Cunene, Crispiniano dos Santos, disse que a acção visou sensibilizar os automobilistas no sentido de terem mais precaução quando estiverem a conduzir, para evitar mortes e mutilações desnecessárias.
“O quadro actual da sinistralidade rodoviária no nosso país e na província em particular preocupa a nossa direcção. A guerra já ceifou muitas vidas e agora que estamos em paz não podemos contentar-nos com mortes prematuras que acontecem nas estradas, precisamos consciencializar os nossos automobilistas sobre a necessidade de serem cada vez mais cautelosos, principalmente os jovens”, referiu.

Manobras perigosas

O primeiro secretário da JMPLA na província do Cunene, Crispiniano dos Santos, sublinhou que há muitos condutores que apresentam níveis assustadores de irresponsabilidade, sobretudo quando fazem ultrapassagens, manobras perigosas e outros comportamentos que muitas vezes terminam em acidentes.
Os automobilistas manifestaram-se satisfeitos pela iniciativa da JMPLA, pois vai contribuir para a redução de acidentes rodoviários na região, onde estão em curso diversas acções de impacto social para melhorar a qualidade de vida da população.
Das obras em curso destaque para a reabilitação das vias de acesso que estão a permitir melhorar as trocas comerciais.

Tempo

Multimédia