Províncias

Aumenta procura de roupas de frio

Adelaide Mualimusi | Ondjiva

A procura de roupa de frio nos mercados e lojas de vestuário da cidade de Ondjiva, na província do Cunene, aumentou nos últimos dias, em consequência das baixas temperaturas que começaram a registar-se, com a entrada da época de cacimbo.

Os munícipes buscam nestes dias o melhor possível, desde casacos, meias, luvas, pijamas, tocas, botas, cobertores e colchas, capazes de contrapor ao frio e evitar as doenças próprias deste tempo.
O Jornal de Angola visitou vários estabelecimentos comerciais, desde lojas, boutiques e mercados informais e constatou que existe uma diversidade considerável de roupas e cada pessoa, de acordo com as suas possibilidades, procura comprar aquilo que mais gosta ou que se ajusta à sua capacidade financeira.
Eduardo Jamba, habitante de Ondjiva, admitiu que nem todos conseguem comprar uma peça na boutique porque os preços são altos, onde actualmente uma boa camisola ronda entre os 15.000 e os 18.000 kwanzas, enquanto no mercado informal pode-se encontrar por 3.000 ou 2.500 kwanzas. Na roupa usada fica entre mil e 1.500 kwanzas.
O gerente da loja de vestuários “PEP”, Arménio Salomão, disse que para a presente época a loja oferece produtos de todos os tamanhos e idades. Os clientes procuram mais botas, ténis, camisolas, luvas, cachecóis, roupas compridas e calças de ganga.

Tempo

Multimédia