Províncias

Brigada de desminagem destruiu explosivos

Ao todo, 2.711 engenhos explosivos foram removidos e destruídos, em 2009, na província do Cunene, pela Brigada de Desminagem das Forças Armadas Angolanas (FAA), disse, ontem, à Angop, o seu comandante.

Ao todo, 2.711 engenhos explosivos foram removidos e destruídos, em 2009, na província do Cunene, pela Brigada de Desminagem das Forças Armadas Angolanas (FAA), disse, ontem, à Angop, o seu comandante.
O tenente-coronel Jorge António afirmou que decorrem agora operações de limpeza e de desminagem nos troços secundários e terciários da comuna da Môngua e Humbe, numa extensão de 67 mil metros quadrados, onde vão ser instalados os tubos de água para o abastecimento aos municípios de Ombadja e Kwanhama.
Os efectivos da brigada trabalham concretamente no troço Xangongo/Ondjiva, onde está prevista a colocação da nova conduta de água, de cem quilómetros.
O comandante anunciou que, brevemente, são desminados 6.750 hectares de terra para a construção de casas sociais, no quadro do Programa Nacional de Urbanismo e Habitação.
A empreitada contempla, também, a limpeza do troço rodoviário Kafima/Kaiundo, de 140 quilómetros de extensão.
Acções de desminagem decorrem em todo o país, visando facilitar a livre circulação de pessoas, o incentivo da agricultura e o escoamento de produtos do campo para a cidade. Para além do Instituto Nacional de Desminagem, o processo é assegurado por sapadores das Forças Armadas Angolanas de de Organizações Não Governamentais.               

Tempo

Multimédia