Províncias

Campanha de vacinação ultrapassa expectativas

Elautério Silipulene | Ondjiva

A campanha de vacinação de animais, realizada entre os meses de Fevereiro e Julho deste ano, pelo Instituto de Serviço Veterinário (ISV), afecto à direcção provincial da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Pesca do Cunene, vacinou 754.000 animais contra os 630.000 inicialmente previstos.

A campanha de vacinação de animais, realizada entre os meses de Fevereiro e Julho deste ano, pelo Instituto de Serviço Veterinário (ISV), afecto à direcção provincial da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Pesca do Cunene, vacinou 754.000 animais contra os 630.000 inicialmente previstos.
O director provincial da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Pescas, Dinis Pedro Pacavira, revelou sexta-feira que a campanha de vacinação abrangeu bovinos, cães, macacos e gatos, que foram vacinados contra a peripneumonia contagiosa, carbúnculo hemático sintomático e raiva.
Por espécies, os resultados divulgados pelo director provincial dão conta que 741.607 bovinos e perto de 12.393 animais de estimação foram vacinados ao longo da campanha. Dinis Pedro Pacavira apontou a chegada atempada de vacinas, o início oportuno da campanha, maior sensibilização e mobilização dos criadores de gado por parte das administrações e autoridades tradicionais como os factores que estiveram na base do sucesso da campanha.
Para que se alcancem resultados positivos também nas próximas campanhas de vacinação, o director da Agricultura apelou ao engajamento de todos os citadinos, na criação de condições que permitam aos técnicos atingirem as metas projectadas para a saúde dos animais. O vice-governador do Cunene para o sector económico, António dos Santos Candeeiro, reconheceu o empenho das autoridades sanitárias e dos brigadistas, pela adopção de uma dinâmica que permitiu aos seis municípios atingirem estatísticas satisfatórias.
O governante referiu que a campanha anual de vacinação de animais reveste-se de grande importância e mostra igualmente a preocupação do Executivo com o fomento da actividade pecuária e na prevenção das doenças bovinas.
O vice-governador disse que as autoridades estão a trabalhar para propiciar ao gado mais água, assistência sanitária e condições para garantir maior reprodução.

Tempo

Multimédia