Províncias

Camponeses aguardam abertura do mercado

Valter Gomes| Bembe e Domingos Calucipa| Xangongo

Camponeses da localidade do Bembe aguardam com expectativa a abertura do mercado em construção na sede municipal, no quadro do Programa de Aquisição de Produtos Agro-Pecuários, PAPAGRO, onde vão poder comercializar os seus produtos.

Programa do Executivo visa incentivar os produtores e aumentar a produção nacional para que o país deixe de viver de importação
Fotografia: Jornal de Angola

A administradora municipal do Bembe, Maria Manuela Cardoso, considerou importante o programa do Executivo, que permite que os produtos do campo sejam comercializados em vários mercados do país, que no passado acabavam por se estragar por dificuldade de escoamento.
“Pensamos ser a medida mais ajustada, pois assim os camponeses vêem o seu esforço valorizado. Com este programa, a produção nacional vai aumentar consideravelmente e o país deixa de viver da importação”, frisou.   
Maria Manuela Cardoso informou a existência na localidade de 16 associações de camponeses que na campanha agrícola passada trabalharam mais de 300 hectares e disse que para este ano, a Administração Municipal vai apoiá-los com novos meios técnicos para fomentar a produção.
A Administração Municipal do Bembe, Maria Manuela Cardoso, já havia adquirido no ano passado tractores para os agricultores associados das comunas de Lucunga, Quimaria e da sede municipal. A mandioca, ginguba, banana, batata, abóbora, laranja, tangerina, abacaxi, café, feijão, milho, cana-de-açúcar, abacate, safo, muteta e abóbora são os principais produtos da região.

Projecto de requalificação

A administradora do Bembe, Maria Manuela Cardoso, disse que, no quadro do Programa de Desenvolvimento Rural e de Combate à Pobreza, este ano é também dada especial atenção à requalificação das ruas da vila.“Estamos já a concluir a reabilitação de um troço de 32 quilómetros da estrada que liga a sede municipal do Bembe ao sector do Vale do Loge”, referiu Maria Cardoso, que acrescentou que estão previstas também as vias para a comuna de Quimaria e sector de Wando Nsundi (Lucunga).
 O município do Bembe possui uma população estimada em mais de 41 mil habitantes que vivem em 108 aldeias de 19 das comunas sede, Lucunga e Quimaria.

Município de Ombadja

Agricultores e camponeses do município de Ombadja, na província do Cunene, acolheram com satisfação o Programa de Aquisição de Produtos Agro-Pecuários (PAPAGRO) na região, que já permitiu a venda e escoamento de mais de uma centena de toneladas de produtos para os grandes centros de consumo do país.
O administrador municipal, Manuel Domingos Tabí, considerou excelente o programa desenvolvido pelo Ministério do Comércio e disse que constitui uma mais-valia para o fomento do comércio rural.
Apesar da seca que afecta a região, os camponeses venderam ao PAPAGRO 33,9 toneladas de cebola, 47,1 toneladas de manga, 51,1 toneladas de melancia, 35 toneladas de cenoura, 15 toneladas de fuba, 14 toneladas de massango e 90 quilos de pimenta, referiu o administrador.
Manuel Tabí disse que a quantidade comercializada pode ser aumentada com a reabilitação das vias de acesso e a distribuição de meios agrícolas e assegurou que a Administração vai incentivar os agricultores a tirarem o máximo proveito das duas margens do rio Cunene, com um caudal que permite a agricultura de regadio sem interrupção.
O PAPAGRO ajuda os agricultores implantados nos perímetros irrigados do Calueque, Naulila e Okalonga que periodicamente são confrontados com perdas devido à falta de escoamento dos produtos, como a batata, o repolho e o tomate.
“Devido à falta de clientes e de acessos para os principais mercados da província, os produtores de Calueque vendem os seus produtos na vizinha Namíbia”, sublinhou o administrador.

Tempo

Multimédia