Províncias

Casos de lepra estão a diminuir nas comunidades

Domingos Calucipa | Ondjiva

A província do Cunene registou a diminuição de casos de lepra, de dezoito em 2017 para dez em 2018, anunciou ontem, em Ondjiva, a supervisora provincial do programa de controlo e combate da doença, Ricardina de Assunção.

Fotografia: DR

Segundo a responsável do Programa de Controlo da Lepra, afecto ao Gabinete Provincial da Saúde, os casos foram detectados nos centros de saúde dos municípios de Ombadja e do Cuanhama.
Ricardina de Assunção salientou que a redução de casos de lepra na província do Cunene deve-se ao traba-lho permanente de supervisão, que permite evitar a propagação da doença, assim como fazer cumprir a medicação dada.
Referiu que o diagnóstico da doença e o seu tratamento já podem ser efectuados em todos os centros municipais e não apenas na leprosaria de Oifidi, arredores da cidade de Ondjiva.
A responsável do Programa de Controlo da Lepra, afecto ao Gabinete Provincial da Saúde no Cunene, disse que a doença tem como sinais manchas claras na pele, não dolorosas, e quando permanecem mais de um mês deve-se realizar exames de sangue, para a sua confirmação.
Ricardina de Assunção disse que a nível da província estão controlados 28 doentes de lepra e que estão assegurados os medicamentos para os próximos seis meses.

Tempo

Multimédia