Províncias

Casos de má nutrição severa melhor geridos por técnicos

Os casos de má nutrição aguda severa vão ser doravante melhor geridos por técnicos de saúde dos seis municípios da província do Cunene, após estes terem frequentado até sexta-feira, na cidade de Ondjiva, uma formação sobre a matéria.

População é aconselhada a procurar as unidades sanitárias logo após os primeiros sintomas
Fotografia: Eduardo Pedro |

A acção formativa, que durou três dias, foi promovida pela Direcção Nacional de Má Nutrição do Ministério da Saúde, em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).
Durante o seminário, os formandos analisaram temas sobre a organização da gestão integrada da má nutrição aguda grave, fisiopatologia e os sinais clínicos do marasmo. A supervisora provincial do programa de combate à má nutrição, Esmeralda Luísa, acredita que, com o seminário, os técnicos e profissionais de saúde estão melhor preparados a dar respostas claras e eficazes aos casos.
A especialista disse ser importante que os técnicos de saúde dominem os aspectos relacionados com a gestão da má nutrição, tanto nas unidades sanitárias, como nas comunidades, para que se evitem mortes causadas pela enfermidade.

Tempo

Multimédia