Províncias

Centenas de formados em Ondjiva

Carlos Miguel | Ondjiva

Os centros de formação profissional de Ondjiva, na província do Cunene, lançaram, no último sábado, para o mercado de trabalho, 320 jovens de ambos os sexos formados nas mais diversas especialidades ali existentes.

Os centros de formação profissional de Ondjiva, na província do Cunene, lançaram, no último sábado, para o mercado de trabalho, 320 jovens de ambos os sexos formados nas mais diversas especialidades ali existentes.
O chefe dos serviços provinciais do Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional, Luís Pombalino, que procedeu ao encerramento do ciclo de formação, disse que os jovens foram formados com êxito nas especialidades de serralharia, electricidade, mecânica, decoração, alvenaria, carpintaria e frio, dos quais 162 concluíram os cursos no Centro de Formação Profissional, enquanto 159 no Centro de Formação Integrado.   
Luís Pombalino apelou às empresas públicas e privadas no sentido de acolherem os jovens que acabam de ganhar uma profissão, uma vez estarem preparados para enfrentar qualquer desafio no mundo do trabalho.   
Aquele responsável agradeceu o gesto de algumas empresas que contribuíram para a formação dos alunos no momento das aulas práticas e estágios.  
Bernardo Popiheni, em representação do administrador municipal do Cuanhama no acto, salientou que a conquista destes formandos caracteriza-se pelo cumprimento dos programas do Executivo, de reduzir o índice de desemprego na camada juvenil, visando também combater a fome e a pobreza, bem como a delinquência juvenil no seio das comunidades.  
O representante da administração municipal apelou a todos os jovens sem ocupação e outros inclinados ao alcoolismo, roubo e outras práticas ilícitas, no sentido de aderirem aos centros de formação profissional em massa.

Tempo

Multimédia