Províncias

Cheias estão controladas

O coordenador executivo da Comissão de Protecção Civil no Cunene, Joaquim Domingos, disse ontem, em Ondjiva, que a situação das enchentes na região está controlada, registando-se a diminuição do nível das águas das cheias.

O coordenador executivo da Comissão de Protecção Civil no Cunene, Joaquim Domingos, disse ontem, em Ondjiva, que a situação das enchentes na região está controlada, registando-se a diminuição do nível das águas das cheias.
Sobre o quadro actual, depois das fortes chuvas registadas na região, o responsável sublinhou à Angop que, nos últimos dias, chove com pouca intensidade, facto que tem contribuído para a redução das inundações, apesar de ainda restarem alguns dias de precipitação.
Joaquim Domingos frisou que a situação de assistência à população vítima das cheias está garantida, tendo em conta o envolvimento imediata do governo local e central, no sentido de propiciarem os apoios necessários a todos os sinistrados nas zonas afectadas. Os apoios estão consubstanciados na assistência sanitária, alimentar e entrega de bens e utensílios domésticos, tendas e outras ajudas, para minimizar o sofrimento dos que perderam todos os seus haveres neste desastre, disse o responsável.
Este é o terceiro ano consecutivo em que se registaram cheias no Cunene. Na presente época, o fenómeno foi particularmente devastador no município do Cuvelai e nas comunas de Evale e Humbe. Até ao momento, cerca de 12 mil pessoas ficaram afectadas, 5.805 alunos estão sem aulas, 425 campos agrícolas destruídas, 98 bovinos mortos e diversas casas derrubadas pelas águas das cheias.

Tempo

Multimédia