Províncias

Comuna de Calonga ganha nova imagem com inauguração de mais infra-estruturas

Adelaide Mualimusi | Calonga

A sede comunal de Calonga, no município de Cuvelai, província do Cunene, ganhou terça-feira um conjunto de infra-estruturas destinadas à melhoria da prestação de serviços à população e das condições sociais dos habitantes daquela região.

A sede comunal de Calonga, no município de Cuvelai, província do Cunene, ganhou terça-feira um conjunto de infra-estruturas destinadas à melhoria da prestação de serviços à população e das condições sociais dos habitantes daquela região.
Os sectores da Educação, Saúde e Energia e Água foram os que mais atenções mereceram das autoridades locais. A pequena vila, antes caracterizada por escombros, está com nova imagem.
Uma escola do ensino primário, com seis salas de aulas, postos médico e policial, edifício da administração, palácio do administrador, residência para professores (dois quartos cada), um gerador de 33 kva e um sistema de abastecimento de água são só algumas obras inauguradas.
As novas infra-estruturas, inauguradas pelo governador António Didalelua, no âmbito das comemorações dos 35 anos da Independência Nacional, constam dos esforços das autoridades para mudar cada vez mais a imagem da comuna, que tinha quase todos os serviços a funcionar em condições precárias.
Para materializar os projectos, o governo investiu um total de 197.038.000 kwanzas, no quadro do Programa de Investimentos Públicos do biénio 2009/2010.
Fruto das inaugurações, os habitantes manifestaram-se bastante felizes. A professora Augusta Jamba disse estar contente pelo facto de as infra-estruturas escolares permitirem que os alunos deixem de assistir as aulas debaixo das árvores, onde suportavam ventos, sol e chuva.
O pequeno Pique Vina Santos, oito anos, há muito que deixou de frequentar as aulas por enfrentar problemas de visão, pois as condições precárias em que estudava não possibilitavam a sua continuidade. “Agora, acredito que vou voltar a estudar. A minha mãe tem de me matricular de novo na 1ª classe”, disse.
O soba da comuna de Calonga, Venâncio Hangula, afirmou que as inaugurações vão trazer uma nova vida à localidade, que actualmente já conta com os sinais da televisão e rádio públicas.A autoridade tradicional manifestou-se satisfeita pela instalação de um posto policial, onde já poderão participar os actos de marginais, principalmente os que se dedicam ao furto de gado.
Outra vantagem é a entrada em funcionamento das novas estruturas da administração comunal, o que possibilita que tratem vários documentos, como atestados de residência, registos criminais, legalização de terrenos, entre outros.
O administrador comunal de Calonga, Valter de Jesus Fonseca, disse que o seu pelouro está em melhores condições para cumprir com rigor as orientações do executivo local, bem como para corresponder aos anseios das populações.
“Acreditamos que estas infra-estruturas vão trazer grandes benefícios para nós, uma vez que os quadros se entregarão ao trabalho com mais afinco”, disse Fonseca.
A comuna de Calonga conta com cerca de 10.446 habitantes, numa extensão de 3.743 quilómetros quadrados, distribuídos em seis povoações.
A localidade possui 135 professores e apenas três enfermeiros, que funcionam em alguns postos de saúde do tipo pau a pique. A sua população vive da agricultura e da pesca artesanal.

Tempo

Multimédia