Províncias

Crianças em Ondjiva estudam ao relento

Domingos Calucipa | Ondjiva

Alunos do ensino primário nos bairros Caxila III e Caculuvale, na cidade de Ondjiva, estão a estudar ao relento por falta de escolas. Há três anos, que o governo local deu início à construção de dois estabelecimentos escolares nas referidas localidades, mas até ao momento as obras não foram concluídas.

Alunos aguardam pelo fim das obras de escolas primárias
Fotografia: Edições Novembro

Enquadradas no Programa de Investimentos Públicos da província do Cunene, as escolas deveriam ser entregues às entidades de direito  devidamente concluídas em 2015.
 O vice-governador do Cunene para o sector Técnico e Infra-estruturas, Salomão Hi-mulova, disse que os empreiteiros que não estão a honrar os compromissos referentes à entrega das obras no prazo acordado serão responsabilizados. “Transmiti aos em-preiteiros que têm obras em atraso a posição do Governo Provincial,em relação ao atraso deliberado das obras. Portanto, as empresas construtoras já receberam 100 por cento do valor dos trabalhos, pelo que não devem mais apresentar justificações pelo atraso”, disse.     
O vice-governador frisou que o sector da Educação é o mais prejudicado pelo atraso das obras, pois no ano em curso muitas crianças ficaram fora do sistema de ensino por falta de escolas.
Entre as obras paralisadas,  destacam-se  estabelecimentos escolares, casas sociais, postos de saúde, campos multiusos e várias estruturas para albergar instituições do Estado, como o Palácio de Justiça de Xangongo e o centro de retenção de estrangeiros ilegais nos arredores da capital da província.

Tempo

Multimédia