Províncias

Crianças sem registo civil preocupam as autoridades

Dionísio David | Ondjiva

Pelo menos 86 por cento das crianças dos zero aos quatro anos da província do Cunene não possui registo civil, de acordo com dados do último censo da população e habitação, realizado em 2014, cujos resultados foram apresentados na semana passada.

Governador da província Kundi Paihama
Fotografia: Jaimagens.com

Os dados mereceram séria preocupação do governador da província, Kundi Paihama, para quem não se está a cumprir com um dos principais direitos da criança, que é o da nacionalidade.
O resultado do censo indica que as zonas rurais são as que apresentam índices elevados de crianças sem registo de nascimento.
Face ao quadro, o governador provincial disse ser necessária e urgente a implementação de acções que levem a resolução da situação o mais urgente possível, tendo exortado o envolvimento de todas as instituições envolventes.
Kundi Paihama disse ser necessário que as entidades competentes prestem atenção a esta situação, que, no seu entender, vai inviabilizar a entrada de muitas crianças no sistema do ensino, para além de criar embaraços no seio de muitas famílias. Sugeriu a criação de equipas de trabalho para irem ao encontro das populações nas aldeias e kimbos, uma tarefa urgente.

Tempo

Multimédia