Províncias

Cruz Vermelha de Angola distribui kits sanitários

Elautério Silipuleni | Ondjiva

Mais de cinco mil kits de higiene para mulheres em idade reprodutiva, nos seis municípios do Cunene, foram distribuídos entre os meses de Abril e Junho deste ano, com o objectivo de melhorar o acesso à informação sobre a saúde sexual e reprodutiva, informou ontem, na cidade de Ondjiva, a responsável da Cruz Vermelha de Angola naquela província.

Regina Olga Francisco disse que os kits entregues são uma doação do Fundo das Nações Unidas, no âmbito das acções humanitárias com a finalidade de promover o bem-estar das comunidades.
Os instrumentos foram entregues apenas a mulheres em idade reprodutiva no contexto humanitário e no quadro do projecto que a organização e seus parceiros levam a cabo.
Cada instrumento comporta um balde de cinco quilogramas, um pano, lanterna com as respectivas pilhas, sabão e toalhas.
Além da distribuição de instrumentos de higiene de saúde reprodutiva, a Cruz Vermela de Angola no Cunene desenvolve também palestras nas escolas do municípios com o propósito de sensibilizar os alunos sobre saúde comunitária, prevenção de doenças e a importância das campanhas de vacinação das crianças, das consultas pré-natais, de ginecologia e obstetrícia. A responsável da Cruz Vermelha de Angola no Cunene precisou que se trata de palestras baseadas na discussão com os jovens adolescentes sobre a situação da saúde sexual e reprodutiva, violência no género, gravidez na adolescência, ITS e HIV/Sida.
De acordo com a responsável da Cruz Vermelha de Angola no Cunene, além da distribuição, mobilização e sensibilização, aquela organização tem promovido cursos de formação de capacitação a voluntários e a agentes do Ministério do Interior.
Com estas iniciativas, acrescentou a responsável, pretende-se reforçar as competências sobre os primeiros socorros, com vista a proporcionar aos especialistas técnicas básicas para uma intervenção prudente e segura, em casos de acidentes e de situações de emergência.
A Cruz Vermelha de Angola no Cunene continua ainda apostada na promoção de acções que visam a redução dos actos negativos no seio de muitas famílias, através da realização de palestras sobre a importância da Lei contra a Violência Doméstica, a nível das comunidades e de outros locais de aglomeração populacional, assim como outras acções que apontam para o bem-estar das sociedades.

Tempo

Multimédia