Províncias

Cruz Vermelha no Cunene apoia famílias camponesas

Adelaide Mualimusi | Ondjiva

Duas associações de camponeses e uma cooperativa do município de Ombadja, na província do Cunene, estão a beneficiar, este ano, de apoio da Cruz Vermelha de Angola e da Espanha, em meios agrícolas, visando o aumento da produção.

Objectivo é aumentar as áreas de cultivo nas comunidades
Fotografia: Kindala Manuel Edições Novembro

A informação foi prestada em Ondjiva, pelo coordenador de projectos da Cruz Vermelha no Cunene, José Zeca Tyipilica, que na ocasião disse que as duas instituições estão a apoiar três projectos, onde foram distribuídas sementes e fertilizantes, bem como promovidas acções formativas sobre técnicas de melhoria da agricultura.
O mesmo projecto, como detalhou, está também virado à melhoria da segurança alimentar da população mais vulnerável, com realce para crianças menores de cinco anos, com problemas de desnutrição, e mulheres grávidas, que recebem periodicamente dotação alimentar básica.
Acrescentou que os projectos foram financiados pela Agência Vasco de Cooperação e Desenvolvimento (AVCD), em parceria com a Cruz Vermelha Espanhola, num valor de 200 mil dólares, cuja finalidade é essencialmente o aumento de conhecimentos para dar respostas às mudanças climáticas e melhorar a segurança alimentar. Sem adiantar a quantidade de sementes, frisou que os camponeses beneficiaram de um treino sobre implementação de acções agrícolas, técnicas de cultivo, preparação de campo orgânico, comércio no campo, aplicação de pesticidas, multiplicação de sementes, doenças e pragas que afectam as plantas, entre outras.
José Tyipilica disse também que as duas associações de camponeses são compostas por 300 famílias cada, das localidades de Okapanda, Xangongo e Naulila.

Tempo

Multimédia