Províncias

Cuanhama realiza vários projectos

Dionísio David | Ondjiva

O município do Cuanhama conheceu melhorias significativas nos últimos meses, como resultado do empenho dos seus quadros na execução dos diferentes projectos do governo, destinados à melhoria das condições de vida das populações.

O município do Cuanhama conheceu melhorias significativas nos últimos meses, como resultado do empenho dos seus quadros na execução dos diferentes projectos do governo, destinados à melhoria das condições de vida das populações.
O chefe da Repartição de Estudos e Planeamento, Miguel Nhutumata, disse que entre os meses de Janeiro e Agosto, a administração dedicou especial atenção aos sectores da Educação, Saúde, Agricultura, Energia e Águas, saneamento básico da cidade de Ondjiva e sedes comunais, bem como à assistência social às populações vulneráveis.
Na área da Saúde foram intensificadas campanhas de vacinação de rotina contra o tétano, febre amarela em mulheres grávidas e poliomielite. Ao todo, foram vacinadas 4.804 crianças e 5.586 mulheres em estado de gestação e em idade fértil, dos 14 aos 49 anos, com a participação de dois médicos e 192 técnicos.  A Administração do Cuanhama, informou o responsável, assistiu com bens alimentares a mais de 4.704 famílias, sobretudo do grupo khoisan, a sul da comuna do Nehone, afectadas pela estiagem.
Dos assistidos constam 437 chefes de família dos centros de acolhimento na cidade de Ondjiva, 137 leprosos e 1.985 pessoas da terceira idade nas comunas de Ondjiva e Môngua.
 Nas comunas do Evale e Oshimolo foram construídos e apetrechados dois centros de saúde e adquiridos materiais de limpeza e bens alimentares para os centros.

Saneamento básico      

A administração do Cuanhama vai continuar a dar prioridade ao saneamento básico da cidade e das vilas face ao crescimento populacional que tem resultado no aumento de resíduos sólidos nos principais aglomerados.
A recolha dos resíduos sólidos é feita por duas operadoras com o apoio técnico da administração municipal. Diariamente são recolhidas 26,875 toneladas de resíduos sólidos das 77,9 que a cidade produz, disse Miguel Nhutumala.
Os resíduos sólidos são depositados numa lixeira, recentemente criada no troço Ondjiva/Anhanca, a cerca de 13 quilómetros da cidade, enquanto se aguarda a conclusão de um aterro sanitário na localidade de Oipembe, disse, defendendo o reforço de mais meios técnicos.
Miguel Nhutumala lembrou que o saneamento básico não é apenas tarefa da Administração municipal e anunciou a realização, para breve, de um projecto modelo de participação da população no tratamento e manuseamento do lixo e a comparticipação das empresas e estabelecimentos comerciais, como principais produtores de resíduos sólidos.
O município do Cuanhama, na província  do Cunene, possui uma superfície de 20.255 quilómetros quadrados e uma população estimada em 258.683 habitantes.

Tempo

Multimédia