Províncias

Cunene a caminho de meio centenário

Domingos Calucipa | Ondjiva

Cunene assinala quarta-feira mais um aniversário, desde que, em 1970, ascendeu à categoria de província, na sequência da sua desagregação da vizinha província da Huíla.

As festas da cidade assinalam-se na próxima quarta-feira
Fotografia: Domiano Fernandes| Edições Novembro

O programa alusivo à efeméride foi aberto sexta-feira, sob o lema “Cunene 49 anos, juntos no combate aos efeitos da seca”. As festas vão decorrer até ao final do mês, prevendo-se a realização de um conjunto de actividades de carácter económico, cultural e recreativo.

Falando na abertura oficial das festividades da província, o governador do Cunene, Vigílio Tyova, afirmou que as comemorações deste ano acontecem num momento de seca extrema, que obriga a redução dos gastos financeiros, dada a situação de emergência que visa acudir as populações vítimas da estiagem.
Segundo Vigílio Tyova, as festas do Cunene devem representar um momento de união e coesão entre todos os seus habitantes e um espaço de oportunidade de negócios, tendo em conta as potencialidades económicas e culturais da região.
“O Cunene está posicionado num importante corredor de desenvolvimento estratégico, que vai do litoral do país aos países da SADC, além de possuir uma diversidade etnolinguística e de recursos naturais, factores que bem aproveitados pelos empresários, empreendedores e investidores poderão fazer a região crescer económica e socialmente”, sublinhou o governador.
Vigílio Tyova anunciou que, no quadro das festas, vai ser lançado, nos próximos dias, o guia do investidor da província, escrito em português e inglês, que vai ser distribuído e divulgado para melhor atracção de investidores.
O programa dos festejos contempla a realização de uma feira industrial, comercial e agro-pecuária, leilão de gado, ciclo de palestras sobre o combate aos efeitos da seca, actividades músico-culturais e desportivas, eleição de Miss Cunene, entre outras actividades.

Tempo

Multimédia