Províncias

Cunene actualiza os dados

Domingos Calucipa | Ondjiva

A província do Cunene prevê registar, até ao final deste mês, pelo menos, dez mil funcionários públicos e agentes administrativos, durante o processo de cadastramento presencial, que teve início segunda-feira na região.

Mais de dez mil funcionários e agentes administrativos são registados antes do final do mês
Fotografia: António Soares

O processo tem como finalidade colher e armazenar dados pessoais, para identificação biométrica e actualização da ficha do funcionário da administração pública, por forma a tornar mais eficaz o seu controlo, assim como permitir que o pagamento dos salários seja efectuado com melhor fluidez e confiança.
O governador em exercício foi o primeiro funcionário do Estado registado, diante de vários membros do governo local.
António Candeiro disse que o processo é de cumprimento obrigatório e visa constituir uma base de dados moderna e assente nas melhores soluções tecnológicas credíveis e eficientes, tendo como fim o controlo dos funcionários públicos e agentes administrativos.
O governante apelou o envolvimento de todos, desde o gestor ao subordinado, no processo, mobilizando a população alvo, por forma a permitir que o objectivo seja atingido.
Na ocasião, foram entregues seis viaturas à Comissão Provincial Executiva de Cadastramento, que vão permitir o desdobramento das equipas nos seis municípios da província do Cunene.
Numa primeira fase, as equipas de registo vão trabalhar na capital da província, Ondjiva, e logo que todas as condições estiverem criadas os trabalhos vão estender-se aos municípios recônditos, segundo o coordenador local da Comissão Executiva para o Recadastramento, César Lucas.

Tempo

Multimédia