Províncias

Cunene sem casos nas zonas afectadas

Domingos Calucipa | Ondjiva

O fim do surto de febre aftosa animal, que atinge a região do Cunene há quase um ano, vai ser declarado pelas autoridades da província do Cunene nos próximos dias, apurou ontem o Jornal de Angola junto da Direcção Provincial da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Pescas.

O director provincial da   instituição, Dinis Pacavira, disse que a febre aftosa a nível da província do Cunene está controlada e que os últimos casos se deram  na comuna do Kubati, município do Cuvelai, em finais do ano passado, e na altura foi realizada uma campanha de vacinação, que permitiu aplicar as três doses em toda a extensão da zona afectada.
“Estamos há dois meses sem novos casos”, assegurou o director da Agricultura no Cunene.
Dinis Pacavira disse que esta semana técnicos da instituição que dirige começam um trabalho de reverificação nos três municípios afectados, nomeadamente Namacunde, Cuanhama e Cuvelai, para aferir o actual estado de saúde do gado, atendendo que está a chegar o período da transumância. Caso não se assinalem novos casos, disse Dinis Pacavira, a Direcção da Agricultura está em condições de informar as instâncias superiores para declararem o levantamento da proibição da circulação de animais dentro e para fora da província.

Tempo

Multimédia