Províncias

Deficientes no Cunene beneficiam de apoio

Adelaide Mualimusi | Ondjiva

Ao todo, 1.791 pessoas portadoras de deficiências, entre crianças e adultos, receberem na segunda-feira, em Ondjiva, Cunene, cadeiras de rodas e muletas, numa doação da Fundação Lwini, no âmbito do seu projecto “Esperança, Mobilidade e Liberdade”, que desenvolve em todo o país.

Ao todo, 1.791 pessoas portadoras de deficiências, entre crianças e adultos, receberem na segunda-feira, em Ondjiva, Cunene, cadeiras de rodas e muletas, numa doação da Fundação Lwini, no âmbito do seu projecto “Esperança, Mobilidade e Liberdade”, que desenvolve em todo o país.
A chefe do departamento da administração da Fundação, Domingas Manuel, referiu que, depois do Cunene, a instituição vai doar meios de locomoção a deficientes das províncias do Bié e Huambo.
“A doação é contínua, pois todos os anos vamos entregar meios aos deficientes”, sublinhou, prometendo, para os próximos meses, bengalas e aparelhos auditivos, entre outros.                                                               
O vice-governador para a área social, José do Nascimento Va­yelenge, saudou o gesto da Fundação Luiwi e pediu mais acções deste tipo, para que mais pessoas deficientes sejam contempladas.
Deficientes na província do Cunene têm beneficiado também de formação profissional,  nos pavilhões de artes e ofícios e nos centros do Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional, visando a sua reintegração social.

Tempo

Multimédia