Províncias

Desastres fazem vítimas

Adelaide Mualimusi| Ondjiva

O comando provincial do Cunene da Polícia Nacional registou, de 31 de Janeiro a 7 de Fevereiro, sete acidentes de viação, que tiveram como consequência a morte de duas pessoas e o ferimento de seis.

Pormenor da cidade de Ondjiva
Fotografia: Jornal de Angola

O comando provincial do Cunene da Polícia Nacional registou, de 31 de Janeiro a 7 de Fevereiro, sete acidentes de viação, que tiveram como consequência a morte de duas pessoas e o ferimento de seis.
O boletim informativo semanal da corporação revela que as causas dos acidentes foram má condução e consumo excessivo de álcool.
Os acidentes resumiram-se a atropelamentos, colisões entre veículos automóveis e motociclos simples e colisão entre motociclos simples, ocorridos nos municípios do Kwanhama, cinco casos, Ombadja, dois, e Cahama, um. A corporação policial no Cunene registou três casos de homicídio, 12 furtos, nove roubos de gado, seis ofensas corporais, duas burlas, um abuso de confiança, igual número de tentativa de roubo de motorizada, de furto de telemóvel, posse e uso de droga e falsificação de documentos.
No período em análise foram registadas e controladas 129 infracções diversas ao código de estrada, de que resultou a aplicação de igual número de multas no valor total de cerca de 250 mil kwanzas. Foram apreendidas 17 viaturas, oito por falta de licença de aluguer, três por falta de matrícula, cinco por não se fazerem acompanhar de documentos e uma por condução ilegal. Foram igualmente apreendidos 32 motociclos.  A fonte  afirmou que foram retidas 80 cartas de condução, por uso de telemóvel no exercício da condução, excesso de lotação de passageiros, falta de suporte para criança e de piscas e triângulo.
A Polícia Económica realizou visitas de fiscalização aos municípios do Kwanhama, Ombadja, Namacunde e Cahama, tendo constatado 69 contravenções, com destaque para a falta de estrutura de cálculo de preços e de boletins de sanidade e indumentária apropriada.

Tempo

Multimédia