Províncias

Destacado papel da mulher rural   

Dionísio David| Santa-clara

O papel desempenhado pela mulher rural na estrutura organizacional e económica para manutenção e sustentação das famílias, merece o devido reconhecimento das autoridades administrativas do município de Namacunde, no Cunene, disse o administrador de Namacunde, Apolo Ndinoulenga, na localidade de Santa Clara, durante uma conferência de auscultação dos problemas da mulher rural.

Mulheres rurais defendem a criação de um centro de formação técnico-profissional
Fotografia: José Soares

Apolo Ndinoulenga defendeu a realização permanente do Programa Nacional de Auscultação das preocupações da mulher rural, com o objectivo de traçar estratégias e encontrar soluções que ajudem a melhorar as condições de vida da comunidade do campo. Apolo Ndinoulenga qualificou as mulheres como “suportes da economia no campo”, solicitando por isso maior participação nos debates para permitir ao Governo  recolher dados, “com vista a reduzir as preocupações que as afligem”.
A temática da mulher, disse, está consagrada na Constituição da República de Angola e tem merecido espaço de abordagem importante, no quadro do Plano Nacional do Desenvolvimento 2013-2017.
“A mulher rural de Namacunde não é uma excepção às restantes mulheres do país, pois também se debatem com inúmeros problemas pessoais, familiares e sociais”, disse Apolo Ndinoulenga.
Durante o debate, as participantes apresentaram as suas inquietações, com realce para a falta de assistência social à pessoas idosas e crianças órfãs, água potável e a violência doméstica, solicitando mais centros de saúde dotados de equipamentos técnicos para   fazer testes de VIH-Sida, a falta de professores para alfabetização e consumo excessivo do álcool, sobretudo entre a jovem mulher.
A implementação de lojas rurais e mercados, onde as mulheres possam vender os seus produtos artesanais, distribuição de sementes e meios agrícolas em tempo oportuno, bem como a implementação dos serviços de registo civil nas sedes comunais, de modo a facilitar a obtenção de documentos de cidadania, foram outros aspectos referidos pelas mulheres na reunião de auscultação em Santa Clara, no Cunene.

Barra do Dande

 A melhoria do fornecimento de água potável e energia eléctrica na comuna da Barra do Dande, município de Dande, província do Bengo, bem como a facilidade de acesso ao micro crédito, foram apontados como principais problemas que as mulheres rurais querem ver solucionados pelo Executivo nesta circunscrição. As mulheres rurais apresentaram esta preocupação no fórum de auscultação e discussão dos problemas da mulher rural, realizado na comuna da Barra do Dande, sob o lema “O contributo da mulher rural no processo de desenvolvimento”, consideraram que a  solução destas preocupações permite maior desenvolvimento e melhoria das condições de vida das famílias.
A criação de um centro de formação técnico-profissional, o apoio ao microcrédito à pesca, a melhoria da assistência médico medicamentosa, bem como intensificação dos serviços de inspecção nas escolas e de campanhas de resgate de valores morais e cívicos constam das recomendações saídas do encontro.
O administrador comunal da Barra do Dande, Abreu Augusto Leal, enalteceu o espírito participativo da mulher rural no desenvolvimento da região. “Estamos perante a uma situação que merece toda atenção das  autoridades, porque as mulheres rural merecem”, disse.

Tempo

Multimédia