Províncias

Destruídos produtos com prazos expirados

Adelaide Mualimusi | Ondjiova

O Instituto Nacional de Defesa do Consumidor (INADEC), na província do Cunene, destruiu na segunda-feira, na localidade de Okapanda, em Ondjiva, diversos produtos fora do prazo de consumo.

Direcção do Instituto Nacional de Defesa do Consumidor não dá tréguas aos infractores
Fotografia: Santos Pedro |

O Instituto Nacional de Defesa do Consumidor (INADEC), na província do Cunene, destruiu na segunda-feira, na localidade de Okapanda, em Ondjiva, diversos produtos fora do prazo de consumo.
As mercadorias, apreendidas em estabelecimentos comerciais e no mercado informal, faziam parte de um conjunto de 384 caixas de sumo, 15 caixas de massa alimentar, uma grande quantidade de frascos de cremes, maioneses, pastas de dentes, entre outros produtos, considerados fora de prazo e em mau estado de conservação, segundo o INADEC. />O responsável provincial do INADEC, Bernardo Hilundilwa, disse que a apreensão dos produtos resultou de denúncias de consumidores e da actividade de fiscalização levada a cabo pela instituição.
Bernardo Hilundilwa defendeu a necessidade dos consumidores da região cultivarem o hábito de verificar as datas de validade dos produtos e o estado de conservação dos mesmos, antes de os comprar, além de denunciar eventuais infracções comerciais.

Tempo

Multimédia