Províncias

Distribuídos lotes para autoconstrução

Elautério Silipuleni | Ondjiva

A Administração Municipal de Ombadja começou a entregar à população, no último fim-de-semana, lotes de terreno no bairro Okaimo, em Xangongo, para a autoconstrução dirigida, no âmbito do programa de requalificação, reabilitação e valorização dos centros urbanos e rurais.

Construção de casas obedece à estrutura arquitectónica autorizada pela Administração Municipal visando assegurar a harmonia e comodidade
Fotografia: JAImagens

O administrador municipal de Ombadja, Manuel Domingos Taby, presente no acto de entrega, disse que a iniciativa vai possibilitar a fixação ordenada das populações, assim como a dinamização e interacção de espaços, com a disponibilização de terrenos legalizados às famílias que pretendem construir casa própria.
Manuel Domingos Taby sublinhou que a Administração local já entregou cerca de 200 lotes dos 400 previstos na urbanização de Okaimo, onde uma reserva de 240 hectares está em preparação, para a expansão da vila.
Viúvas, jovens e antigos combatentes, num total de 2.125 pessoas, beneficiaram de lotes de 600 e 1.000 metros quadrados, desde o arranque do processo, no ano passado, disse o administrador municipal.
Manuel Domingos Taby reconheceu que o número de cidadãos, sobretudo jovens, que precisam de construir a sua habitação no município de Ombadja tem vindo a crescer significativamente, por esta razão o gabinete técnico e infra-estruturas da Administração Municipal está a trabalhar para distribuir, até final do ano, mais lotes nas urbanizações do município. Garantiu que o processo de distribuição de terrenos para a auto-construção dirigida é célere, esclarecendo que o cidadão só precisa de dirigir um requerimento ao administrador municipal e efectuar o pagamento do direito de concessão da parcela de terra.
Os beneficiários têm o prazo legal de três meses para o início das obras e três anos para a conclusão.
A construção de residências obedece à estrutura arquitectónica autorizada pela Administração Municipal, visando assegurar a harmonia e comodidade.
Com objectivo de pôr fim à construção anárquica, que se regista a nível do município de Ombadja, principalmente nos centros urbanos, o Governo Provincial implementou o programa de requalificação e urbanização de lotes de terreno, de modo a edificarem-se habitações modernas. A tipologia de construção  depende da Administração Municipal, que orienta o tipo de construção a ser feita em determinadas zonas, explicou, para acrescentar que a iniciativa está a trazer muitas vantagens, uma vez que, através desta estratégia, as zonas têm várias infra-estruturas, com destaque para energia eléctrica, água potável e vias de comunicação.

Tempo

Multimédia