Províncias

Dívida em atraso dos alfabetizadores está a ser paga

Os subsídios dos alfabetizadores e facilitadores enquadrados no Programa de Alfabetização e Aceleração Escolar da província do Cunene, em atraso de 2015 a 2018, começaram a ser pagos pelo Gabinete Provincial da Educação, informou o director da instituição, Domingos de Oliveira.

Fotografia: DR

De acordo com o director do Gabinete da Educação, o contrato do ano lectivo para alfabetização é de nove meses e neste momento estão a ser pagos um mês que estava em dívida do ano de 2015 e outros anos estão a ser pagos todos os meses do contrato assinado.
Domingos de Oliveira, disse que o Ministério da Educação disponibilizou 33 milhões e 940 mil kwanzas, para o pagamento de dívidas. Domingos de Oliveira, disse que cada alfabetizador, vai receber um subsídio de dez mil kwanzas mês, acrescentou que apesar da liquidação dos anos anteriores, ainda falta por pagar a dívida de 2019.
O responsável disse que o Gabinete da Educação está a encontrar dificuldades na localização de alfabetizadores para o pagamento dos subsídios porque muitos desistiram na altura por falta de pagamentos, outros mudaram de província à procura de melhores condições de vida. Domingos de Oliveira defende o aumento do valor do subsídio devido à perda do poder de compra. “Actualmente os dez mil já não chegam para o sustento de uma famíla”, argumentou.

Tempo

Multimédia