Províncias

Efeitos da seca com menos impacto na região

Dionísio David | Ondjiva

Os efeitos da seca a nível da província do Cunene passam, a partir dos próximos tempos, a ter menos impacto, com a execução de um programa de extravase do rio Cubango para a bacia do Cuvelai, que visa a retenção das águas pluviais.

Para a materialização deste projecto, o Instituto Hídrico deu  início a um estudo de viabilidade, no sentido de fazer com que se retenha a água na bacia hidrográfica do Cuvelai, para o produto ser usado posteriormente pela população em períodos de seca.
O vice-governador provincial para os serviços Técnicos e Infra-estruturas, Cristiano Mário
Ndeitunga, avançou ontem o facto, em Ondjiva, no final da reunião do Conselho Provincial de Auscultação e Concertação Social, orientada pelo governador provincial Kundi Paihama.
Cristiano Mário disse que os membros do conselho de auscultação foram informados do que fazer com a água extravasada, desde os pontos centro e leste das  bacias.
O responsável provincial acrescentou que o objectivo é garantir que a população que vive ao longo da bacia do rio Cuvelai tenha água de forma permanente.
Na  reunião, os membros do conselho discutiram  a tarifa da água, e falaram sobre a necessidade de haver um mecanismo de cobrança.
Além do projecto de melhoria do sistema de abastecimento de água, Cristiano Mário revelou  que o conselho aprovou  o nome do antigo governador provincial António Didalelwa, falecido recentemente, para a futura Mediateca de Ondjiva.

Tempo

Multimédia