Províncias

ENE garante melhorias na distribuição de energia

Elautério Silipuleni | Ondjiva

A Empresa Nacional de Electricidade (ENE) no Cunene está empenhada no melhoramento do fornecimento de energia eléctrica aos bairros de Ondjiva e arredores, com a instalação de novos postos de transformação, disse, ao nosso jornal, o seu director.

Energia no Cunene está a ser reforçada com a instalação de novos transformadores
Fotografia: Jornal de Angola

A Empresa Nacional de Electricidade (ENE) no Cunene está empenhada no melhoramento do fornecimento de energia eléctrica aos bairros de Ondjiva e arredores, com a instalação de novos postos de transformação, disse, ao nosso jornal, o seu director.
Silvestre Olim, que falava sobre os projectos desenvolvidos na província e na cidade de Ondjiva, em particular, afirmou que a ENE está a envidar esforços para melhorar a qualidade de energia em todos bairros de capital, em Namacunde e em Santa-Clara.
A empresa, referiu, conseguiu, nos últimos tempos, expandir a rede eléctrica a todos os bairros de Ondjiva e ao município de Namacunde.
O director provincial da ENE frisou que a quantidade de energia eléctrica recebida da Namíbia aumentou, desde Setembro, de cinco para seis megawatts, o que permite alimentar a rede da cidade.
Mas, disse, para a cobertura total de Ondjiva é necessário reforçar, ainda mais, os megawatts para suportar a rede doméstica e a iluminação pública em todos os arredores. Silvestre Olim mostrou-se esperançado que o fornecimento de energia à província melhore com a montagem de uma segunda linha de alta tensão, a partir de Onuno, na Namíbia, para a nova subestação de Ondjiva, com capacidade de 10 megawatts.
Esta capacidade é considerada suficiente para alimentar toda extensão da cidade de Ondjiva, o município de Namacunde e outras áreas da província, declarou. A ENE/Cunene instalou quatro novos postos de transformação (PT) nos bairros Kafitu, Caculuvale, Naipalala e Okapale, na cidade de Ondjiva, no âmbito da melhoria da distribuição de energia eléctrica às populações.
 Silvestre Olim disse que a montagem dos PT, com capacidade de 630 quilowatts e outros de 250, contribuem para um fornecimento regular de energia, com mais qualidade, aos consumidores dos quatro bairros.
Durante este ano, anunciou, a ENE projecta instalar um PT em Namacunde, com capacidade de 315 quilowatts, e outro na povoação de Santa Clara para auxiliar os circuitos de saída do transformador de 630 quilowatts existente na localidade.

Falhas preocupam munícipes

Apesar dos esforços que a empresa está a desenvolver, os munícipes dos bairros de Ondjiva estão preocupados com as constantes falhas registadas no abastecimento de energia eléctrica. Os moradores dos bairros Pioneiro Zeca, Kafitu e uma parte do Bangula ficaram, na semana passada, cinco dias sem energia eléctrica.O director da ENE sublinhou que as falhas de energia nos bairros Pioneiro Zeca e Bangula estão na base das obras de reabilitação de algumas ruas da cidade de Ondjiva, em que as escavações efectuadas acabaram por danificar um cabo de média tensão que faz a distribuição da energia àquelas áreas.Quanto ao bairro Kafitu, o corte deveu-se ao rompimento de um posto de transporte de energia, também de média tensão, por um tractor que efectuava trabalhos de saneamento básico. A ENE controla actualmente cerca de oito mil clientes na província do Cunene. Os seus serviços estão instalados em Ondjiva e nas localidades Namacunde, Santa Clara e Calueque.

Tempo

Multimédia