Províncias

Ensino com avanços no Evale

Elautério Silipulene | Evale

O sector da Educação na comuna do Evale, no município de Cuanhama, declarou o seu director, regista grandes melhorias devido ao empenho das autoridades locais e dos professores.

Mais crianças frequentam a escola
Fotografia: Mota Ambrósio

Dionísio Mwetufa referiu que, que apesar das dificuldades, houve grandes avanços e que já não se observam desistências de alunos que trocavam as aulas pelas lavras. A situação alterou-se, afirmou, devido “ao trabalho aturado de aconselhamento aos encarregados de educação” feito pelas autoridades locais e professores.
“Temos trabalhado na sensibilização dos pais e encarregados de educação sobre a importância da formação dos filhos e felizmente têm-se obtido bons resultados”, disse.
O responsável da Educação no Evale salientou que pais e encarregados de educação têm cooperado bastante, o que deixa o deixa e aos outros responsáveis satisfeitos.
Além da boa convivência com os encarregados de educação, que tem permitido a melhoria do ensino na comuna, prosseguiu, também houve o aumento do número de salas de aulas, o que permitiu a inserção de mais alunos nas escolas.
 O programa merenda escolar, disse, também contribuiu para a melhoria do sistema escolar e para manter os alunos nas salas.
A comuna do Evale tem agora 63 escolas, o que permitiu o enquadramento no ano lectivo prestes a terminar de 7.l 807 alunos no ensino primário e 250 no I ciclo do ensino secundário. As aulas são asseguradas por 182 professores, número que Dionísio Mwetufa considera insuficiente para o número de crianças na comuna com idade escolar.

Tempo

Multimédia