Províncias

Ensino especial é expandido por toda província do Cunene

A responsável para o Ensino Especial na província do Cunene, Ana Bela Miguel, anunciou, sexta feira, em Ondjiva, que a instituição está a trabalhar para expandir, no próximo ano lectivo de 2010, os serviços de educação especial a nível dos municípios do Cuvelai, Coroca e Cahama, para facilitar o processo de aprendizagem das crianças deficientes.

Governo da província do Cunene está a prestaar especial atenção à instrução e inserção de portadores de deficiência
Fotografia: Jornal de Angola

A responsável para o Ensino Especial na província do Cunene, Ana Bela Miguel, anunciou, sexta feira, em Ondjiva, que a instituição está a trabalhar para expandir, no próximo ano lectivo de 2010, os serviços de educação especial a nível dos municípios do Cuvelai, Coroca e Cahama, para facilitar o processo de aprendizagem das crianças deficientes.
Em declarações à Angop, Ana Bela Miguel disse que a perspectiva para o sector é incluir, no próximo ano, nos três municípios, em escolas do ensino geral, crianças com deficiências mentais e auditivas.
“Tudo vai começar na base de um plano de actividade, previsto para o mês de Novembro. Iremos aos municípios do Cuvelai, Coroca e Cahama, sensibilizar e orientar, bem como fazer o levantamento de crianças deficientes lá existentes, uma vez que o objectivo é a integração rumo à inclusão”, explicou.
Ana Bela Miguel informou ainda que a sensibilização vai consubstanciar-se na prestação de esclarecimentos aos professores sobre o ensino especial.
Aos encarregados de educação será aconselhado que levem os menores que se encontram nesta situação às instituições escolares.
Dados oficiais indicam que estão a frequentar o ensino especial, no presente ano lectivo, nos municípios de Kwanhama, Ombadja e Namacunde, 440 alunos, entre os quais deficientes auditivos, intelectuais, visuais e de fala.

Tempo

Multimédia