Províncias

Ensino privado ajuda a melhorar ensino no Cunene

Domingos Calucipa | Ondjiva

A abertura de escolas do ensino privado na cidade de Ondjiva, capital da província do Cunene, está a contribuir, positivamente, para a redução do número de crianças fora do sistema de ensino, segundo dados da Direcção Provincial da Educação.

Com a escassez de vagas nas escolas públicas, não obstante os esforços do Governo na construção de escolas, muitas crianças em idade escolar encontram alternativa nos colégios.
Em 2010, o município de Ondjiva contava apenas com uma escola de ensino privado, mas hoje dispõe de cinco, que leccionam o ensino primário e secundário, albergando acima de 500 alunos.
Uma dessas instituições é o Colégio Bom Deus, afecto à igreja com o mesmo nome, criado a 10 de Julho de 2010 e que já formou 143 especialistas em ciências humanas. No presente ano lectivo, a referida escola matriculou 477 alunos, sendo 105 no ensino primário, 107 no I ciclo e 265 no II ciclo do ensino secundário.
O director do Colégio Bom Deus, Valter Marcelino, disse que a instituição foi criada com o objectivo de contribuir para a redução do número de crianças fora do sistema de ensino. A escola tem dez salas de aula e o ensino é assegurado por 42 professores.

Tempo

Multimédia