Províncias

Escola de Ondjiva forma professores

Elautério Silipulene | Ondjiva

Um total de 464 estudantes da Escola de Formação de Professores “Dr. António Agostinho Neto”, em Ondjiva, terminou sexta-feira, com êxito, o curso médio. Os novos professores finalizaram o curso médio de educação nas especialidades de Língua Portuguesa, Matemática e Física, Geografia, História, Química, Biologia e Inglês.

Um total de 464 estudantes da Escola de Formação de Professores “Dr. António Agostinho Neto”, em Ondjiva, terminou sexta-feira, com êxito, o curso médio. Os novos professores finalizaram o curso médio de educação nas especialidades de Língua Portuguesa, Matemática e Física, Geografia, História, Química, Biologia e Inglês.
O vice-governador provincial para o sector social e político do Cunene, José Veyelenge, que presidiu ao acto, pediu aos novos professores que tirem o máximo proveito dos conhecimentos adquiridos durante os quatro anos de formação.
 As responsabilidades dos recém-formados são acrescidas, disse o vice-governador, apelando aos professores para que se comprometam com a sociedade mostrando as suas competências. O vice-governador assumiu o compromisso do governo do Cunene em facilitar as condições para os finalistas do Curso Médio de Educação conseguirem o seu primeiro emprego. José Veyelenge aconselhou os novos professores a ajudarem o Ministério da Educaçºao a melhorar a qualidade do ensino e aprendizagem.
O director da Escola “Dr. António Agostinho Neto”, Hilário Sikalepo, disse que a sociedade está em constante evolução e a educação escolar ocupa, nesse caminho, o lugar primordial.
 Os finalistas apelaram para a criação de estratégias, por parte das autoridades, para conseguirem a inserção no mercado de trabalho.

Tempo

Multimédia