Províncias

Escola Eiffel forma quadros médios

Elautério Silipuleni| Ondjiva

Um total de 146 técnicos médios foram formados em Ciências Físicas e Biológicas, desde 2009,  na escola do II ciclo Eiffel, de Ondjiva, no Cunene, informou ontem o  director pedagógico da instituição académica.

Alunos que concluíram o ensino médio beneficiaram de um programa de apoio e orientação académica para prosseguirem os seus estudos
Fotografia: Domingos Cadência

 Bernardo Mukungu Tuta explicou que a escola nasceu de uma parceria entre o Governo angolano, a companhia petrolífera Total E&P Angola e a Missão Laica Francesa com objectivo de formar quadros qualificados  e melhorar a qualidade de ensino secundário na região.
Os primeiros 146 alunos que concluíram a 12.ª classe na instituição beneficiaram de um programa de apoio e orientação académicos para  prosseguirem os seus estudos no ensino superior e os que obtiveram  melhor aproveitamento tiveram direito a bolsas de estudo, patrocinadas pela Total E&P Angola e pela Ucrânia, Itália, França e a Universidade Agostinho Neto. O projecto escolar obedece ao programa curricular do Ministério da Educação.

Formação contínua

Neste momento estão matriculados na escola do II ciclo Eiffel 139 alunos, sendo 48 da 10.ª classe, 43 da 11.ª classe e 43 na 12.ª classe. As aulas são assegurados por 17 professores nacionais, sujeitos a formação contínua complementar.
 Para responder ao propósito para o qual foi criado a escola do II ciclo Eiffel, o director pedagógico, Bernardo Mukungu Tuta, disse que a instituição académica tem apostado num ensino de qualidade, fruto do empenho do quadro docente.
Os desafios da reconstrução nacional que se colocam hoje ao Executivo exigem, segundo o responsável, cada vez mais quadros nacionais de qualidade no sentido de darem resposta à evolução científica e tecnológica que o mundo vive, disse o director pedagógico da Escola Eiffel.
Os discentes dispõem de boas condições de aprendizagem  na escola com o funcionamento em pleno dos laboratórios, equipados com meios ­modernos.
 A escola conta com seis salas  e três laboratórios para aulas práticas de física e biologia, além de um campo gimnodesportivo. Eiffel é o apelido do célebre engenheiro e arquitecto francês Gustave Eiffel, especialista em estruturas metálicas, cujas obras são conhecidas em todo o mundo, com especial destaque para a torre da cidade de Paris.

Tempo

Multimédia