Províncias

Exigido às igrejas maior empenho na moralização

O administrador comunal do Nehone, município do Cuanhama, no Cunene, exortou ontem as igrejas locais a um maior envolvimento em acções sociais, para promoverem a moralização das famílias nas comunidades.

Quartez Saúlo afirmou que as igrejas, por jogarem um papel importante na moralização, devem estar sempre empenhadas em acções que permitam a pacificação dos espíritos e a união das famílias, para uma sociedade sã.
Explicou que muitas famílias, por falta de conselhos, sobretudo ligados ao evangelho de Deus, estão desestruturadas, o que considera preocupante por serem elas as principais promotoras da pacificação dos espíritos e as que mais contribuem para a sensibilização em prol do fortalecimento da união na sociedade.
“As igrejas, como um parceiro importante do Governo, devem reforçar o combate à violência doméstica e ao uso excessivo de bebidas alcoólicas e drogas, entre outras práticas negativas que colocam em perigo o bem-estar social das famílias”, admitiu o administrador comunal do Nehone.
Quartez Saúlo sublinhou, por outro lado, que qualquer tipo de violência ou crime cometido deve ser denunciado às autoridades competentes, no sentido de punir e desencorajar os transgressores, como forma de manter tranquilas e seguras as comunidades da província do Cunene e não só.

Tempo

Multimédia