Províncias

Famílias camponesas recebem ferramentas

Adelaide Mualimusi | Cahama

António Didalelwa, governador provincial do Cunene, anunciou que 42 mil famílias camponesas da província do Cunene vão envolvidas na campanha agrícola, aberta oficialmente na localidade de Mavovo, município da Cahama.

António Didalelwa, governador provincial do Cunene, anunciou que 42 mil famílias camponesas da província do Cunene vão envolvidas na campanha agrícola, aberta oficialmente na localidade de Mavovo, município da Cahama.
António Didalelwa assegurou que um dos objectivos do Governo Provincial é beneficiar, com ferramentas agrícolas, os camponeses organizados em cooperativas, para aumentarem a capacidade de produção. Os apoios vão permitir o melhoramento das condições de vida das suas famílias e elevar os níveis da segurança alimentar da região. O governador pediu aos camponeses mais dedicação e responsabilidade no trabalho para que possam aumentar os níveis de produção agrícola nesta campanha, para combater a pobreza.
A província regista inundações há quatro anos consecutivos e, com isso, muitas famílias ficaram afectadas e prejudicadas porque viram as suas colheitas destruídas ou ficaram impossibilitadas de cultivar os campos. O chefe do departamento provincial do Instituto de Desenvolvimento Agrário (IDA) na província do Cunene, Profírio Samaneulo, salientou que os objectivos da presente campanha visam a reabilitação das capacidades produtivas das famílias camponesas, afectadas pelas cheias. Disse ainda que nesta campanha pretende atingir uma meta de produção de 70 mil toneladas de cereais na região, numa área agrícola de 175 mil hectares, dos quais dois mil estão a ser preparados pela brigada da Mecanagro. O governadorda província  entregou dez charruas e uma área de 50 hectares a camponeses associadas numa cooperativa.

Tempo

Multimédia