Províncias

Famílias vítimas das cheias recebem casas em Ondjiva

Dionísio David | Ondjiva

Um total de 54 famílias vítimas das cheias que viviam, desde 2008, em tendas no centro de acolhimento do bairro Okashila 3, arredores da cidade de Ondjiva, Cunene, receberam na segunda-feira casa, no projecto de Onanhumba, no quadro do programa de habitação social.

Fortes chuvas destruíram dezenas de tendas no centro de acolhimento de Okashila
Fotografia: Jornal de Angola

Um total de 54 famílias vítimas das cheias que viviam, desde 2008, em tendas no centro de acolhimento do bairro Okashila 3, arredores da cidade de Ondjiva, Cunene, receberam na segunda-feira casa, no projecto de Onanhumba, no quadro do programa de habitação social.
A entrega das moradias foi feita pelo governador do Cunene, António Didalelwa, após uma visita ao centro para contactar e avaliar os estragos provocados pelas fortes chuvas, que causaram a destruição completa das tendas onde estavam alojadas várias famílias.
O governante disse, na ocasião, que se tornou urgente entregar as casas antes do previsto, para se evitarem outras consequências causadas pelas chuvas. As 54 famílias perfazem um total de 300 pessoas abrangidas pela acção do governo provincial, que vai estender-se a outras que se encontram nos centros de Onaipalala e Okapale.
Na localidade de Onahumba estão em construção 1.600 casas do tipo T2 e T3, destinadas às vítimas das inundações de 2008 até 2011, instaladas nos três centros de acolhimento da cidade de Ondjiva.
Os três centros foram atingidos, no fim-de-semana, por fortes chuvas que resultaram na destruição de 145 tendas, sendo o centro de Okashila 3 o mais atingido, uma vez que das 58 tendas apenas escaparam quatro às fortes chuva, seguindo o centro de Onaipalala com 90 e Okapale com seis tendas.
O actual número de vítimas abrange 900 famílias, que continuam a aguardar pelo apoio do governo da província, através da comissão provincial de protecção civil e parceiros.

Tempo

Multimédia