Províncias

Fortes chuvas estão a devastar campos agrícolas na sede do Curoca

Elautério Silipuleni | Oncocua

O administrador municipal do Curoca, Francisco Tomé Ngoloimwe, mostrou-se domingo, na localidade de Oncocua, província do Cunene, preocupado com o elevado número de lavras devastadas pelas chuvas que atingiram a região.

O administrador municipal do Curoca, Francisco Tomé Ngoloimwe, mostrou-se domingo, na localidade de Oncocua, província do Cunene, preocupado com o elevado número de lavras devastadas pelas chuvas que atingiram a região.
     O responsável, que falava durante uma visita de trabalhos de membros da Comissão Provincial de Protecção Civil à localidade do Curoca, disse que a situação é bastante crítica, na medida em que, nos últimos dias, se têm registado chuvas intensas no município do Curoca, que provocaram a destruição de 64 lavras.
O administrador sublinhou que por via terrestre ainda não se pode constatar a real situação das consequências das chuvas, como determinar o número de famílias afectadas, devido à intransitabilidade das vias de acesso nas localidades de Ombwa e Chitado.
Francisco Ngoloimwe disse que a presente campanha agrícola está comprometida, a julgar pelo grande números de lavras submersas. Acrescentou que o quadro é extremamente complicado, o que vai provocar carência alimentar a partir dos próximos meses de Maio e Junho, naquela localidade.
Aquele administrador salientou que além das inundações de campos agrícolas, as chuvas cortaram a via que liga a sede do município às restantes localidades, estando a dificultar as trocas comerciais e a circulação de pessoas.
O município do Curoca localiza-se 339 quilómetros a oeste da cidade de Ondjiva, capital da província do Cunene. Tem uma população estimada em mais 49.180 habitantes, que na sua maioria se dedica à actividade agrícola e pecuária, e uma extensão de 7.988 quilómetros quadrados.

Tempo

Multimédia