Províncias

Funcionários públicos recebem casas sociais

Elautério Silipuleni |

O Governo Provincial do Cunene entregou, quarta-feira, 32 casas sociais do tipo T3 a funcionários públicos, no município do Cuanhama, no âmbito do subprograma de construção de 200 fogos habitacionais.

Objectivo das autoridades é atrair quadros aos municípios
Fotografia: Edições Novembro

O projecto residencial, localizado no bairro Ekuma II, arredores de Ondjiva, conta com 78 casas concluídas das 100 previstas e foi financiado pelo Programa de Investimentos Públicos, no valor de 172 milhões de kwanzas.
O novo bairro de Ondjiva conta com serviços de energia eléctrica, água e arruamentos terraplanados.
A cerimónia de entrega foi orientada pelo vice-governador do Cunene para o sector Técnico e Infra-estruturas, Feliciano Salomão Himulova, que na ocasião disse que as residências visam garantir condições de habitabilidade aos funcionários públicos, tendo, para tal, solicitado a sua preservação. Salomão Himulova salientou que este é mais um passo na execução do programa do Governo do Cunene para a concretização do sonho da casa própria, principalmente para a juventude da província.
O vice-governador garantiu que o Governo Provincial está empenhado na melhoria das condições de habitabilidade dos funcionários e quadros do Estado, assim como  na construção de escolas e postos de saúde.
Narciso Mendes, contemplado, encorajou o Governo a prosseguir com o programa de melhoria e aumento da oferta de serviços sociais básicos à população.
Luísa Kajuanda, outra beneficiária, disse ser necessário atingir as 200 casas previstas para cada município, porque a criação de condições de acomodação é fundamental para atrair mais quadros para o interior. Acrescentou que a questão das assimetrias pode ser ultrapassada quando haver condições básicas em cada localidade do país.

Tempo

Multimédia