Províncias

Fundação Sol leva ajuda às vítimas da estiagem

Dionísio David | Oshiedi

As populações afectadas pela seca em Osihikololo Shananga e na comuna do Shiedi, município de Namacunde, receberam da Fundação Sol duas toneladas de bens alimentares.

Solidariedade para com as vítimas da seca
Fotografia: Jornal de Angola

O donativo era composto por arroz, fuba de milho, batata, cebola, sumos, massa alimentar, peixe seco, açúcar, leite em pó e água. Também foram distribuídos depósitos de água e colchões.
A presidente do conselho de administração da Fundação Sol, Tânia Gar­cia, disse que o donativo surge em resposta ao apelo das autoridades da província do Cunene, no sentido de ajudar as comunidades rurais afectadas pela seca. Em função do apelo, referiu, a Fundação Sol não podia ficar indiferente ao sofrimento que a população do Cunene está a viver, devido ao flagelo da seca.
O administrador comunal do Chiede, Miguel Kavaonguelwa considerou importante a contribuição, tendo em conta as dificuldades que a população está a passar.
A ajuda surge numa altura em que a seca também está a afectar o rendimento escolar de muitos alunos, que são forçados a percorrer longas distâncias à procura de água e bens alimentares.
“Toda a população está carenciada. As pessoas percorrem 12 a 16 quilómetros em busca de água e enquanto não chegam as chuvas, a situação não vai mudar, porque os stocks também vão acabar”, lamentou, agradecendo a ajuda de diversas instituições governamentais, não governamentais, sociedade civil e pessoas singulares.  
Miguel Kavaonguelwa referiu que, para minimizar a carência de água, a administração municipal conta com o apoio de dois camiões cisternas que abastecem as comunidades, a partir do rio Cunene, a 140 quilómetros.

Tempo

Multimédia