Províncias

Furos garantem água a bairros de Ondjiva

Domingos Calucipa | Ondjiva

O fornecimento de água aos habitantes dos bairros Castilhos e Pioneiro Zeca, na cidade de Ondjiva, província do Cunene, registou uma melhoria considerável, com a construção de 12 fontanários, abastecidos por 20 furos.

Os fontanários abrem todos os dias e a população contribui com um valor simbólico
Fotografia: Venâncio Amaral

 
O fornecimento de água aos habitantes dos bairros Castilhos e Pioneiro Zeca, na cidade de Ondjiva, província do Cunene, registou uma melhoria considerável, com a construção de 12 fontanários, abastecidos por 20 furos.
O projecto do governo provincial conta com o financiamento do Ministério da Energia e Águas e beneficia 20 mil habitantes dos dois bairros mais populosos da capital do Cunene, enquanto se aguarda pela conclusão do projecto “Água do Xangongo”.
O projecto, inaugurado pelo governador provincial do Cunene, António Didalewea, inclui ainda al­gumas bombas que bombeiam água dos furos para um tanque com capacidade para 500 metros cúbicos de água. Junto ao reservatório foi instalada uma girafa para o abastecimento de camiões cisternas, que distribuem a água aos bairros que ainda não possuem chafarizes. O chefe do departamento da Energia e Águas do Cunene, João Camate, disse que outros seis chafarizes foram instalados ao longo do percurso de seis quilómetros entre os furos e a cidade.
“A água que vem de Oipembe a­bastece ainda as populações residentes neste percurso”, salientou, notando, contudo, que o projecto não abrange toda a cidade, porque possui pouca capacidade e apenas está a minimizar a carência de água enquanto não chega o projecto ‘Agua do Xangongo”.
Os novos fontanários estão a­bertos todos os dias e a população contribui com 10 kwanzas por recipiente, para a manutenção dos equipamentos. 

Tempo

Multimédia