Províncias

Garantida melhoria na distribuição de energia na província do Cunene

Adelaide Mualimusi | Ondjiva

A Direcção Provincial do Cunene da Empresa Nacional de Electricidade (ENE) garantiu melhorias no fornecimento de energia eléctrica à cidade de Ondjiva, vila de Namacunde e Santa Clara, antes da quadra festiva, assim que entrar em funcionamento a nova linha de alta tensão, proveniente da Namíbia.

A Direcção Provincial do Cunene da Empresa Nacional de Electricidade (ENE) garantiu melhorias no fornecimento de energia eléctrica à cidade de Ondjiva, vila de Namacunde e Santa Clara, antes da quadra festiva, assim que entrar em funcionamento a nova linha de alta tensão, proveniente da Namíbia.
O responsável da empresa no Cunene, Silvestre Olim, disse que está em fase de conclusão a nova linha de alta tensão que transporta energia da Namíbia e que vai trazer para a província perto de 18 megawatts, quantidade suficiente para abastecer a cidade de Ondjiva, Santa Clara e Namacunde.
Silvestre Olim lembrou que a nova linha vem substituir a antiga de média tensão que transporta seis megawatts, quantidade muito aquém das necessidades actuais, dado o aumento  de consumidores.
O responsável da ENE informou que a linha de alta tensão já ligou a Namíbia à nova central eléctrica de Ondjiva e neste momento aguarda-se apenas a concessão de vistos de trabalho dos técnicos namibianos, para entrarem no país e começarem com os trabalhos de afinação e ensaio dos equipamentos.
Com a entrada em acção da nova linha, a província passa a contar com  24 megawatts de energia eléctrica proveniente da Namíbia, o que vai permitir melhorar a qualidade do e quantidade no fornecimento. “A linha de alta tensão vai permitir abastecer a cidade e outras localidades com maior qualidade, incluindo as novas centralidades que o governo está a construir”, referiu. O director provincial do Cunene da Empresa Nacional de Electricidade  informou ainda que o governo da província adquiriu, nos últimos meses, três grupos geradores com capacidade de 12 megawatts, que vão servir de fonte alternativa. O equipamento está a ser montado junto da central eléctrica da cidade de Ondjiva.
Pelo menos três mil contadores de energia, com o sistema pré-pago, são instalados, no próximo ano, nos bairros de Cachila e Onahumba, na cidade de Ondjiva, com vista a permitir a organização e controlo do consumo.
“Este é um pedido do governo, por isso são montados já no próximo ano, mas com perspectiva de receberem energia da rede ainda este ano, daí que aconselho a população a colaborar com os técnicos na montagem destes aparelhos, pré-pagos, nas habitações”, afirmou.
Silvestre de Olim aconselhou a população a poupar a energia e não ligar ao mesmo tempo muitos aparelhos, como ar condicionado, fogões eléctricos, lâmpadas fluorescentes, para evitar sobrecargas nos postos de transformação.
Em Ondjiva, Namacunde, Santa Clara, Chitado, Naulila e Calueque estão registados oito mil clientes, dos quais cinco mil possuem o sistema pré-pago e três mil fazem o pagamento por facturas.
“As falhas de energia nos bairros de Ondjiva estão na base das obras de reabilitação de algumas ruas da cidade, onde as escavações têm danificado alguns cabos de média tensão, que faem a distribuição de energia eléctrica a estas áreas da cidade”, disse o responsável da ENE.
A empresa de electricidade vai precisar de mais fiscalizadores, por causa do vandalismo que se tem registado nos sistemas de distribuição de energia, em bairros de Ondjiva, informou, ao Jornal de Angola,  Silvestre Olim.

Tempo

Multimédia